Isabella

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFE-mail

 

Isabella

Data de nascimento: 12/02/1992

Sempre sonhei que eu adoraria ouvir minha filhinha me chamando de “mamãe, olhando para mim com seus lindos olhos azuis e me convidando para passear na praia.

Iríamos caminhar à beira da água e eu iria lhe falar da beleza do mar, dos seus mistérios.

E chutaríamos as ondas numa gostosa cumplicidade. E iríamos rir, rir muito...

Ah! Como eu adoraria que isso se transformasse em realidade.

Parece um sonho fácil, não é mesmo? Mas... é apenas um sonho diferente.

A maioria das pessoas sonha com a estabilidade econômica, um bom emprego, a casa própria, viagens pelo mundo...

Eu já conquistei tudo isso: morei na Europa, conheço as Ilhas Gregas, viajo sempre para os Estados Unidos, tenho casa, carro, família, um emprego ótimo e um marido que amo.

O que faltava?

Uma filha. Mas ela veio e modificou totalmente a minha vida.

Isabella, não anda, não fala: nasceu portadora de um acidente genético chamado síndrome do miado do gato (cri du chat).

Uma anomalia rara, que traz a dependência do material genético perdido na deleção.

Não há como medir, não há como prever.

Segundo os geneticistas, essa criança raramente falam e algumas não conseguem andar. Não há nada que a ciência possa fazer.

O seu desenvolvimento vai depender dessa perda genética.

Aliado a isso, muito estímulo, muita dedicação e principalmente muito amor.

Hoje tenho mais uma filha, a Glorinha que é saudável e muito graciosa.

CARTA DO PAI PARA ISABELLA

ANIVERSÁRIO DE 15 ANOS

Um dia sua mãe sonhou.............

Colocou esse sonho no papel em uma bonita mensagem que acabou ganhando um prêmio numa revista. Uma mensagem para todo o Brasil e quem sabe pelo mundo....

O sonho falava de tudo o que ela já tinha feito de bom na vida, tudo o que ela tinha,

Tudo o que ainda queria ter e tudo o que ainda tinha vontade de fazer. Agora, acompanhada por você: a linda Bebel, Belzinha, Isabellinha; de olhos azuis como o céu, pele branca como a neve.

Todo o sonho era projetado em um futuro de 10 anos. Como seria 10 anos mais tarde? Passear na praia? Trocar confidências? Andar de mãos dadas?

A partir desse sonho se iniciou um trabalho árduo na busca do seu desenvolvimento e da sua felicidade.

Hoje você não completa 10 anos, mas sim 15 anos que nos deu mais que os sonhos iniciais da sua mamãe. Hoje você se distingue e se faz notar, se diferencia das meninas “comuns”. Nos trás alegrias nas coisas simples que passariam despercebidas sendo feitas por todos os que se intitulam “normais”.

Ver você comendo à mesa, com talheres, levando o copo à boca, ver você estreando seu “modelito” novo no parque aquático, ver você se deslocando pela casa de um lado para o outro na posição que lhe é mais confortável, seguindo sua vontade e seus instintos, ver você ficando de joelhos para pegar sua canequinha predileta estrategicamente colocada acima da sua altura. Ver você agora dormindo em cama normal, sem medo de cair: todos confiando na sua capacidade de descer da cama sem se machucar.

Bebel gosta da água, da banheira, da praia, de passear de carro, de ir para a rua, de olhar vitrines, de ver gente. Bebel sabe onde está seus brinquedos, mesmo que tenha deixado largado por lá três dias antes.

Bebel sabe onde fica o Rio de Janeiro, a casa de Vitória, Frankfurt, Bintan na Indonésia e Singapura.

Bebel sabe se deslocar em todas as casas que já esteve não importa quanto tempo não tenha voltado por lá. Conhece as cozinhas, os quartos, os chuveiros da casa de todos e de suas várias casas também, porquê em função do trabalho do papai, vive se mudando, vive viajando. Tudo isso em outras crianças não seria motivo de orgulho e encantamento; essas coisas não trariam alegrias como trazem em forma de PRESENTE, quando vem de você, minha filha.

Você Bebel, na realidade, está realizando todos os sonhos de sua mãe.

Anda de mãos dadas. Seus passos ainda que incertos às vezes, sobem e descem escadas rolantes como uma coisa natural a ponto de permitir que você fique apreciando o mundo ao redor, enquanto continua a caminhada normal durante a passagem da escada para a “terra firme”. Já caminhou na praia, no parque, nos shoppings, nos corredores dos aviões.

As confidências??? Quem sabe não são trocadas nas muitas horas que você sorri ou chora, quem sabe não são trocadas nas horas em que acorda pela madrugada e custa um tempão para dormir novamente??

Só quero que saiba filha querida que você não está presa ao tempo, você não tem compromisso com os anos. Assim como o espaço para se locomover é tratado de uma forma diferente por você, o tempo também pode ser manuseado ao seu bel prazer.

Você é dona de tudo, inclusive do tempo e do espaço. Sendo assim 15 anos não representa nada....

Hoje é o dia do seu aniversário. Dia dos seus 15 anos. Seus avôs que sonhavam em dançar a sua primeira valsa, hoje estão no Céu e não vão dançar a valsa fisicamente com você.

Você sabe o que é Valsa?

Valsa é uma dança em que damas lindas como você são conduzidas pelos braços de seus parceiros, com leveza e graciosidade. É como se eles durante toda a dança estivessem protegendo cada passo de suas queridas e preciosas damas. Isso é o que eles fazem. Mesmo estando lá no céu, te pegam pelos braços e te conduzem a cada dia que se inicia, a cada passo que você dá. Esta Valsa eles dançam e continuarão dançando por muitos e muitos anos, pois para eles também não existe tempo nem espaço; não existe hoje ou amanhã: assim você viverá por muitos e muitos anos ambalada nesta proteção a cada dia.

Sua mãe, suas avós. E seu Pai????????

Seu Pai que às vezes, muitos acham que passa por você e não a vê?

Como estão enganados....

Quero que saiba minha querida filha que seu Pai te ama muito. Que desde o seu nascimento te acompanha e te protege; que procura te dar tudo o que de bom a vida tem pra te oferecer; pensa em você a cada minuto e, tem a certeza no coração do amor que você também tem por ele. Cada afago, cada segurada de mão, cada “beijão dentão”. Tudo isso vejo também como a troca de confidências.

Seu pai certamente não se dedica em tempo e espaço o tanto que se dedica sua mãe. Não sei se isso é comum dos pais ou se é característica minha, mas tenha certeza isso não diminui o amor que tenho por você. Vejo também cada desenvolvimento seu, cada conquista, cada vitória e sinto orgulho de ser seu pai e de estar ao seu lado. Sinto orgulho de sua mãe também, por tudo o que ela já fez e faz e ainda irá fazer.

Quero que saiba que assim como os sonhos da sua mamãe estão sendo realizados, os meus também estão. Hoje vivo ao seu lado e tenho a oportunidade de sentir melhor seu coração, observar suas emoções e vivenciar suas expectativas. Hoje você faz 15 anos e quando eu chegar desta viagem dançaremos balé.

Balé é a dança das encantadoras, das magnânimas, das que sabem extravasar suas emoções. Neste balé você pode se lançar à vontade, pode se aventurar a longas distâncias

Pode saltar bem alto, fazer vôos incríveis, pois ao final de cada salto, ao pousar de cada vôo, seu Pai sempre estará lá para te amparar, te segurar e te colocar no chão com carinho e com suavidade.

Um grande “beijão dentão” minha querida e linda filha

Seu pai te ama muito e sempre te amará.

Feliz aniversário, muitos anos de vida, muita saúde e muito, muito desenvolvimento.

Você é muito graciosa.

TE AMO DEMAIS

Seu pai

Júlio

Hong Kong, 12 de fevereiro de 2007

Maria das Graças e Júlio, pais da Isabella

End.: R. Jair de Andrade, 745 ap. 101 A – Ed. Gran Hause – Praia de Itapoã – Vila Velha - ES

Cep: 29101-700 – Telefone:             27 - 3329-2757

Obs. Atualmente residindo em Singapura

 

 

Comentários  

 
0 #2 Mariana Naiara dos s 09-11-2015 09:56
Eu conheço a mãe da Isabela e posso dizer com toda certeza do mundo que ele é uma mãe fantástica. Adoro vocês .
Citar
 
 
0 #1 Lucia 13-02-2012 12:49
Muito lindo!!
Voces tiveram momentos importante para minha mãe, e a isabela principalmnete, por se tratar de uma pessoa simples e engenua ela nunca pode confessar, mas posso afirmar o quanto ela lembra e se emociona ao falar de isabela, muito bonito mesmo, voces são otimos pais, seria muito bom se todos tivessem o mesmo conceito, o mundo seria melho.

Agraços

Lucia
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar